Meus Outros Primeiros Romances - Poema Cinquenta E Três - O Campo Do Amor

Photo by Tina Ruzina

Na cidade me criei
Mas no campo
Me encontrei
E encontrei a você
Meu amor
E me apaixonei
Pela sua beleza

Os pássaros cantam
O galo canta
E o sol no poente
Começa a iluminar
Todo o seu corpo

Esse teu corpo
Que cheiro
Como às flores
Do campo

Este campo
É lindo como uma
Canção suave
Pois o vento
Produz nas plantações
Um som misto
Uma canção tão linda
Quanto o seu coração

Esqueci minha cidade
E decidi te amar
Aqui no campo
Em meio ao cheiro
Das flores
E nossos filhos
Serão criados aqui

Sua boca
É doce
Seus olhos
São encantadores
Seus cabelos
São exóticos

Largo tudo na cidade
Família
Casa
Trabalho

Renuncio a tudo isso
Para ficar contigo
Juro que o meu amor
Por você
Será como
A vida das flores
Que nascem
E renascem
A cada Primavera

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Cinquenta E Dois - Amor Esperado

Photo by Tina Ruzina

É verdade o que eu sinto
Não minto para um sentido
Os dias passam
E o amor fica
As noites passam
E a dor me domina

Não tenho você
Nem por um dia
Nessa vida

Tanto tempo
Sem te ver
Chego a me
Sentir infeliz
Com a alma
Quase ao fim

As paixões
Que perdi antes
Estão ficando
Repugnantes

Amo-te com fervor
Tu quereis ser amada
Quero ser amado
Deixemos nossas almas
Se unir
Em um laço eterno
E lindo

Desejo
Seu corpo
Seu coração
E todo teu
Ser

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Cinquenta E Um - Garota

Photo by Tina Ruzina

Garota de olhos verdes
Tão verdes como as florestas
Tão lindos como as selvas
Tão amados quanto
Os olhos de uma Deusa

Garota de olhos azuis
Azul lindo do mar
Azul lindo como o seu brilho
Azul tão bonito
Quanto o do céu

Garota de olhos castanhos
Olhos cheios de paixão
Olhos de uma
Princesa egípcia
Mas que garota linda!

Garota de olhos negros
Negros como a noite
Lindos e ardentes
Que queimam ardorosos
Por uma paixão

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Cinquenta - Dialeto Do Amor

Photo by Tina Ruzina

As flores nascem
na Primavera,
assim como o amor
é eterno no mundo.

Amor que nos guia
por uma trilha.

O caminho feito
pelos apaixonados.

O caminho feito
pelos enamorados.

Lutando contra o tempo,
o amor vem correndo
junto ao vento.

Paixões perdidas,
que se encaminham
a um lugar
no fim de nossas vidas.

Então,
ame
e deixe-se amar,
pois a vida é curta
e só em um instante
ela é dura
como o ódio
e linda
como o amor.

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Quarenta E Nove - Verdadeiro Amor

Photo by Tina Ruzina

Admiro muito você.
Amo muito você.
Preciso muito de você.
Quero muito você.
Penso que um dia você
me amará muito,
como hoje te amo.
A cada dia que passa
meu amor por você aumenta
violentamente.
A cada dia que passa
esse mundo se torna mais
e mais
cativante para mim.
Por mim,
por todo o meu Ser,
esse amor poderoso é levado
ao extremo.
Esse amor não é falso.
É ao mesmo tempo
um amor físico
e do coração,
que me dá muito mais ação
nesta vida.
Um dia você vai me querer,
eu vou te querer,
e vamos nos amar para sempre.
Sem você,
não posso mais viver;
sem o teu amor,
a minha vida
não existe mais.

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Quarenta E Oito - Paixões, Amores E Atrações

Photo by Tina Ruzina

Ferozes são as paixões
que existem em cada ser humano.
Lindos são os olhos
de cada mulher,
que existem em
cada canto do mundo.
Secretos são muitos os amores
desse mundo cruel.
Avassaladoras são muitas as atrações
de todo ser humano.
Amores.
Paixões.
Atrações.
Amores que guardamos no fundo
do coração.
Paixões que guardamos mais
profundamente na alma.
Atrações que fechamos na
própria carne.
No mundo inteiro
nenhum amor é tão destruidor,
é como um jogo de paixões em
que cada um se entrega de
corpo
e de alma.
Esse é o meu amor,
que sinto
profundamente por você.
Esse é o amor que me dá vontade
e força para viver.
Esse é o amor que orienta
a minha vida.
Esse é o amor que sempre
quis na vida.
Esse é o amor que sinto
profundamente no coração.

sem data





Meus Outros Primeiros Romances - Poema Quarenta E Sete - Mulher Amada

Photo by Tina Ruzina

Mulher amada, você é o doce dos
meus sonhos, o sonho de amor
de todo homem.
Mulher amada, você é meiga como
uma freira e sensual como
uma deusa.
Mulher amada, você é a luz que
um dia vi quando me deparei
contigo.
Mulher amada, você é a primeira
e verdadeira paixão da minha
infeliz vida.
Mulher amada, você é a eterna
amplitude da beleza, o extremo de
toda pureza.
Mulher amada, você é carne da
minha carne, sangue do meu sangue,
alma da minha alma, corpo do meu
corpo.
Mulher amada, você é a espada
que corta o meu coração
e o transforma em uma força
poderosa e propulsora,
cheia de amor.
Mulher amada, você é a melhor
melodia que já ouvi, pois sua voz
é como a de um colibri.
Mulher amada,
você é minha mulher.
Mulher amada,
você é meu amor.
Mulher amada,
amo você.
Mulher amada…
Amada és.
Bonita és.
Garota sensual,
quente como o sol,
ardente como o fogo,
atraente com seus adornos.
Mulher fatal,
gostosa como uma maçã,
doce como o mel,
vingativa como o tigre.

sem data





Meu Perfil No Facebook

Estes Romances No Facebook

Romances De Um Nada Romântico

Romântico?

Romântico Inominável? Amores? Paixões? Aqui, Veremos Se Este Inominável Ser, Coveiro, Jardineiro, Louco E Muito Mais, Pode Ser Romântico Inominavelmente...

Category 1

O Romântico Inominável

Minha foto
Nos Infernos, O Abismo

Total de visualizações de página

Prêmios

Recebido do blog Atrevida:
Recebido do blog A LOBA DE RAY BAN: