Graal,

Sentidos Da Amorosa Tarde Eternizante

18:24:00 Inominável Ser 0 Comments


Folhas de detalhes nas folhas das árvores,

Tarde outunal sensata,

Tarde outunal exata,

Tarde outunal resgatando as puras paisagens

Das internas florestas minhas

De lindas mensagens...


As internas florestas minhas,

Aonde plantadas estão as árvores

De um amor dedicado a uma dama

Que apenas surge em todas

As tardes outunais...


O que seria das tardes outonais

Sem o surgir da dama

Que amo?


O que seria das tardes outunais

Sem o beijo da dama que amo

Diante do altar que acolhe

Toda folha a cair

Das árvores que me carregam

Para longe dos meus ais?


Como,

Senhor Outonal,

Ela pode deixar de vir?


Como,

Senhora Outunal,

Permites que sejas assim?


Não,

A Tarde Cósmica zela por todas

As tardes outunais

E a dama que se ergue sempre

No zênite de meus passeios

Pelos meus internos caminhos florestais

Vai surgindo dançante

Por sobre as folhas

De belas e muito mais antigas do que eu

Vestes de antigas folhas

Em meus caminhos outonais!


A dama dançante,

Pegando-me nas mãos diante do espaço todo

Do rotundo poder a girar das florestas

Que hão em nosso amor,

Amor de nobres buscadores

De um Graal Romantizador,

O Graal Dos Grandes Romances,

O Graal Dos Verdadeiros Romances,

O Graal Dos Sagrados Romances

Da Criação!


Nós nos amamos nas tardes outonais,

Nós nos amamos buscando

A Grande Tarde Da Criação,

A Tarde Dos Verdadeiros Tempos,

A Tarde Dos Verdadeiros Centros,

A Tarde Dos Verdadeiros Mundos,

A Tarde Dos Verdadeiros Universos,

A Tarde Das Verdadeiras Criações!


Nós nos amamos nas tardes outonais,

Ela me concede o prazer

De ser outonal,

Ela se concede o prazer

De tornar o todo em nosso redor

Uma Manifestação Da Tarde Outonal,

A Grande Tarde Que Conduzimos

Ao Som Das Celestes Harpas

Dos Arcanjos Do Verdadeiro Amor!


Cem mil anos de três em sete redutos

De tardes outonais,

Eu,

Ela,

Outono Universal!


Dez milhões de anos em cinco de nove

Redutos

De tardes outonais,

Eu,

Ela,

Outono Das Esferas!


Infinitude de números que ainda existirão

Nos redutos

De tardes outonais,

Eu,

Ela,

Outono Das Primaveras!




0 Românticos Aqui Se Revelaram: