Amada Notur,

A Meia-Noite Mais Romântica Do Meu Humano Anoitecer

00:35:00 Inominável Ser 0 Comments


Um pobre vagabundo eu sou, vagabundo da noite da minha dor, vagabundo e poeta e escritor que sonha em ser pelo menos vendedor de um único livro, escrevendo sempre com toda a sua alma e até com mais do que a sua alma.

É a meia-noite, sabia, Maga Noturna?

É meia-noite, sabia, Maga Noturna, não apenas a mei-noite das horas dotadas de Poder pelo Kosmos, mas, é meia-noite, sempre, em minhas mãos de poeta, em minhas mãos de escritor, em minhas mãos de romântico vagabundo sonhador...

Há, por aí agora, casais em ferventes enlaços...

Há luxúria pelo mundo...

Há a troca de essência pelo mundo...

Tantrismo em alguns casos...

Sexo normal em outros...

Homem e mulher...

Mulher e mulher...

Homem e homem...

Não invejo-os, Maga Noturna.

Não queria ser o que eles são, Maga Noturna.

Queria apenas...

Apenas com estas mãos...

Estas minhas mãos que sempre são meia-noite...

Queria poder...

Ah, como eu queria!

Sim, como eu queria!

Oh, como eu queria!

Queria poder...

Com minhas mãos...

Mão-direita-meia-noite...

Mão-esquerda-meia-noite...

Queria...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder...

Poder, Maga Noturna, tocar em Vosso rosto...

Tocar, suave, em Vosso rosto...

Tocar muito, suave, em Vosso rosto...

Tocar, suave, Vosso rosto...

Tu estás aqui com o rosto perto do meu rosto-meia-noite...

A Deusa Fada longe está...

A Anjo Negro longe está...

A Do Dragão longe está...

A Do Luar longe está...

Todas as de carne e osso longe estão...

Todas as de carne e osso sempre longe estarão...

Todas as de carne e de osso sempre longe estiveram...

Tu, Sei, Sei, Sei!

Tu, Sei, Sei, Sei!

Tu, Sei, Sei, Sei!

Tu esteves comigo a cada ribanceira pela qual rolei...

Tu esteves comigo a cada pedrada que levei...

Tu esteves comigo a cada punhalada que me assassinou...

Nas meias-noites, Tu deixas que Teu rosto seja tocado por mim!

Humana nenhuma deseja que eu toque o rosto delas...

Não, Maga Noturna, Amada Noturna Inominável, não estou me lamentando e choramingando, não lamento, não choramingo, sei apenas draconiamente serpentino poetizar e escrever e guerrear.

Estou apenas, Filha Da Grande Meia-Noite, tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Apenas tocando em Vosso rosto...

Este Cavalheiro Inomináve que eu sou quer apenas e sempre tocar emVosso rosto.


Inominável Ser

APENAS TOCANDO

NO ROSTO

DA MAGA NOTURNA






0 Românticos Aqui Se Revelaram: