Admiração,

Aguardo O Perfeito Momento Para Respirar

18:37:00 Inominável Ser 2 Comments


Dou-me o direito de não

respirar,

dou-me esse direito

de não respirar...


Doado a mim

um pouco do ar,

mas não quero.


Dou-me o direito de não

respirar,

eu não quero ainda

respirar...


Certas doações

chegam de ar,

mas não quero nenhuma delas.


Dou-me o direito de não

respirar,

não e não ainda

respirar...


Doações de bem longe

chegam trazendo ar,

mas as esqueço por lá.


Dou-me o direito de não

respirar,

preciso ainda não

respirar...


Parem de me doar o

ar,

não quero o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

nego-me ainda a

respirar...


Parem com esse envio de

ar,

não quero o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

tento ainda não

respirar!


Joguem para outros o

ar,

não quero o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

apago ainda o meu

respirar...


Fiquem longe com o

ar,

não quero o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

tiro ainda daqui

o respirar...


Apenas deixo-a com o

ar,

apenas ela com ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

apenas ela pode

respirar...


Apenas ela merece o

ar,

ela deve respirar o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

ela deve estar com pleno

respirar...


Apenas ela respira o

ar,

eu a tudo sou sem ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

a figura dela toda admiro sem

respirar...


Apenas ela respira o

ar,

não quero o ar!


Dou-me o direito de não

respirar,

não ainda respirar,

respirar não...


Apenas ela respira,

apenas ela está a respirar,

e eu fico a admirar!


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Apenas ela respira...


Inominável Ser

SEM RESPIRAR

E ADMIRANDO

O RESPIRAR

DELA







2 Românticos Aqui Se Revelaram:

Melancolia,

Sedutora Senhora Diante Do Meu Melancólico Caminhar

02:33:00 Inominável Ser 2 Comments


Sentindo a melancolia

me devorar,

a tua sedução

vem me salvar...


Sentindo a melancolia

me danificar,

a tua sedução

vem me aquietar...


Sentindo a melancolia

me estuprar,

a tua sedução

vem me aquecer...


Sentindo a melancolia

me atormentar,

a tua sedução

vem me despertar...


Sentindo a melancolia

me esconder,

a tua sedução

vem me revelar...


Sentindo a melancolia...


A tua sedução...


Sentindo a bruta

melancolia...


A tua leve

sedução...


Sentindo a força

tão brutal

da melancolia...


A tua esvoaçante

leveza

sedução...


Sentindo forte

cada golpe

impiedoso

da melancolia...


A tua leveza

em sofisticada

sutil

sedução...


Sentindo...


A melancolia...


Tua sedução...


Sentindo

parada cardíaca...


A melancolia

assassinando-me...


Tua sedução

reavivando-me...


Sentindo

aneurisma cerebral

explodindo...


A melancolia

de novo

assassinando-me...


Tua sedução

de novo

reavivando-me...


Sentindo

minhas mortes

definitivas

assassinasdo-me...


A melancolia

definindo

a virtude do meu

assassinato...


Tua sedução

sendo a

ressuscitadora

da minha feliz vida!


Sentindo...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


A tua sedução...


Inominável Ser

SENTINDO

A SEDUÇÃO DELA

EM SEU

MELANCÓLICO

CAMINHAR

2 Românticos Aqui Se Revelaram:

Ninfas,

Uma Ninfa Das Terras Do Norte

12:37:00 Inominável Ser 0 Comments


Os vulcões internos

meus

ampliam-se

caminho

no

gelo

adormeço

no

gelo

sonho

no

gelo

eu sou

gelo

eu vou ao

gelo

eu retorno do

gelo

aqueço-me no

gelo

submeto-me ao

gelo

pergunto ao

gelo:


"Qual Ninfa

me aguarda

ali naquela

passagem

ao Norte

do

Romântico Mundo

Dos Amorosos

Delírios?"


O gelo responde

quebrando-se

gelo

quebrado

gelo

quebrando

gelo

aberto

gelo

esparso

gelo

retido

gelo

metido

nas entranhas

minhas todas

de fervente

bardo

quebrador do

gelo eterno

de sua

gélida

solidão

formidável


A Ninfa sai do

gelo

A Ninfa

revestida

com todos

os Nomes Do Norte

se aproxima com

gelo

me cumprimenta com

gelo

beija-me

gelidamente

e eu caio

no sono

dos

Aesires Quedantes

para enfim acordar

no Valhalla

que me rasga

gelidamente


Gélido

vou morrendo

após ser

beijado

gelidamente

por uma

Ninfa Do Norte

que não me negou

o amor do

gelo

em flor

do

gelo

em cor

do

gelo

em dor

do

gelo

em

Eterno

Horizonte

De

Cálido

Fulgurante

Amor


Morro

romanticamente

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo

no

gelo


Hela Canta

As Valquírias

abraçam-me

A Ninfa Do Norte

uma das

Ninfas Do Norte

congela-me

com Seu Amor

De Eterno Gelo

Inquebrável

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve

que

ferve


Inominável Ser

FERVENDO

AOS BEIJOS

DE UMA

NINFA DO NORTE







0 Românticos Aqui Se Revelaram:

As Quatro Estações Do Vosso Caminhar Em Mim

As Quatro Estações Do Vosso Caminhar Em Mim - Quarta Estação

00:26:00 Inominável Ser 0 Comments


Tudo passa

na invernal vastidão

de toda esta

tenra madrugada.


Tudo da invernal

madrugada minha

acompanha meus passos

até ao dia.


Inverno

tenho nestas mãos

que vagam sempre

vazias.


Inverno

tenho nesta pele

que adormece sempre

vazia.


Inverno

tenho neste rosto

todo endurecido

vazio.


Inverno

tenho em mim

sentindo seus passos

preenchidos.


Inverno

tu trazes com

carinhos

preenchedores.


Inverno

te traz

com carinhos

que me preenchem.


Inverno

e neve somente

minha

acumulando-se.


Inverno

e a chuva minha

chama cada um

dos vossos passos...


Vossos passos...

Vossos...

Vossos passos...

Os passos...


Em mim...

Em mim...

Em mim...

Em mim...


Em mim...

Em mim...

Em mim...

Em mim...


Em mim...

Em mim...

Em mim...

Em mim...


Em mim...

Em mim...

Em mim...

Em mim...


Inominável Ser

NO INVERNO

DOS PASSOS

DELA







0 Românticos Aqui Se Revelaram:

As Quatro Estações Do Vosso Caminhar Em Mim

As Quatro Estações Do Vosso Caminhar Em Mim - Terceira Estação

23:28:00 Inominável Ser 0 Comments


Vem um frio amigo

d'amargura disposta

a expor-se minha

em meus abrigos...


Rondo uma floresta

de folhas mortas

caindo como a

maior das melancolias...


Olho para uma

chuva distante...

Olho para uma

chuva próxima...


Gotas em mim

distantes...

Gotas em mim

próximas...


Parada

distante...

Parada

próxima...


Sua outonal presença

distante...

Sua outunal presença

próxima...


Sua outonal presença

caminhante em mim,

caminhante em mim,

caminhante em mim...


Sou assim uma folha viva

caindo em tuas mãos,

mãos ressuscitantes

de Altas Árvores Outonais!


Sou assim senhor

de válidas quedas

em tuas mãos,

Mãos Do Outono Do Amar!


Sou assim

uma estrela outonal

cadente nas vossas mãos

de Estrelas Do Amar!


Sou...

Assim...

Outonal...

Outonal...


Sou

Assim

Outonal

Outonal!


Assim...

Outonal...

Tu...

Outonal...


Inominável Ser

CAINDO OUTONAL

NAS MÃOS

DELA







0 Românticos Aqui Se Revelaram: