Estrelas,

Muitas São As Coisas Que São Ditas Pelas Ondas De Poder Do Vosso Olhar

19:40:00 Inominável Ser 1 Comments


As palavras somem em mim

em um momento de intimidade

que tenho assim

qual um homem muito idoso

e muito cansado

de tanto chorar...

E como chorei,

cada pedra cantando

no meio da esquina

de qualquer rua

cheia de sinas

pode contar cada gota

das lágrimas que

verti por aí...

E como sofri,

as asas de perdizes

que voaram em meu redor

quando no escuro

do meu quarto

eu estive a me derramar

em lágrimas,

a cada batida,

podem contar

do quanto eu sofri...

Eu tinha uma navalha,

joguei fora,

tentei cortar os pulsos,

tentei me jogar também

do alto de uma

ponte,

sem sucesso,

não quis me livrar

deste mundo aqui...

Rondei as ruas,

procurei as paixões

mais fáceis

que podem surgir

na vida de um homem,

tentei ser homem

e apenas aromanticamente

tornei-me um rato

cheio de fome...

Como eu

chorei,

como eu

sofri,

como eu

girei

girei

girei

girei

girei

girei

girei

girei

girei

girei

girei

em busca da atenção,

em busca do calor,

em busca do amor,

de uma mulher

por mim...

Quem pode contar

a quem quiser

ouvir o cair

das minhas angústias

em pratos que ofereci

aos Anjos Da Dor

são Estes mesmos

bem próximos aí

de cada um...

Tu podes ou não

ter como eu

chorado,

sofrido,

girado

girado

girado

girado

girado

girado

girado

girado

girado

girado

girado

em busca de

uma atenção,

em busca de

um calor,

em busca de

um amor,

de uma mulher

ou

de um homem...

Podendo ou não

assim ter

sobrevivido

à bruta tempestade

que empurra tudo

em nossa direção,

garanto a cada um

que a atenção,

o calor,

o amor,

verdadeiramrnte,

um dia pode chegar...

Pode não ter

o calor da adolescência

ou

a inocência do primeiro

amor

vivido na infância,

mas

se aquela

ou aquele

que tu encontrares

possuir olhos que exalem

um poder

inecoravelmente

voraz e arebatador

de vossas existências,

eis,

enfim,

o que esquenta vosso

sangue,

o que esquenta vosso

corpo,

o que esquenta vossa

alma,

como jamais,

antes,

nada ou alguém

esquentara!

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor

Amor,

Maduro Amor

Como O Poder,

O Mesmo Poder,

Que Alimenta

As Estrelas

E Explode

Em Nosso Olhar

De Contempladores

Noturnos

Do Firmamento

Estelar!



Do meu outono os desfolhos,
Os astros do teu verão,
A languidez de teus olhos
Inspiram minha canção...
Sou poeta porque és bela,
Tenho em teus olhos, donzela,
A musa do coração!

Álvares de Azevedo



Inominável Ser

ALIMENTADO

POR TAL

AMOR







1 Românticos Aqui Se Revelaram:

Cria disse...

Muito bom, Poeta ! Parabéns !

Obrigada por teu comentário criativo no meu cantinho !