Saudade,

A Amiga Sombra Que Benévola Traz-Me Notícias Dela...

01:28:00 Inominável Ser 1 Comments


A densidade de nuvens amigas da minha saudade se faz bem forte...

Fortes, as nuvens...

Nuvens bem fortes...

Aquele dia...

Sim, aquele dia...

Eu jamais quis que terminasse, foi o dia mais feliz de toda esta minha nublada existência...

Tu surgistes para me dar esperanças...

Esperanças de felicidade...

Esperanças de uma felicidade...

Enfim, uma felicidade...

Mas, tu se afastas cada vez mais...

Tu se afastas cada vez mais...

Se afastas cada vez mais...

E eu, romanticamente, percebo o vosso afastar-se de mim...

Tudo poderia ser diferente, eu sei, mui diferente, se eu não pudesse mais chorar e formar um mar de angustiante e sincera dor por ver-te afastar-se de mim...

Tenho, no entanto, para fazer-me ainda ciente de ti, esta Amiga Sombra de origem desconhecida, que nos uniu, que nos separa ou, quem sabe, seja apenas Maya a iludir-nos ou O Um a dar-nos uma prova?



Sombra,

e ela?


Sombra,

dai-me notícias

dela!


Sombra,

por favor,

notícias

dela!


Sombra,

qual o sentido

de toda esta

estrada?


Sombra,

qual o destino

de toda minha

lágrima?


Sombra,

qual o significado

do surgimento

dela?


Sombra,

por que ela surgiu

para mim?


Sombra,

por que agora ela

se afasta

de mim?


Sombra,

notícias dela!


Sombra,

notícias,

notícias dela!


Sombra,

uma notícia,

por favor,

dela...


Sombra,

Amiga Sombra,

por favor...


Sombra,

Amiga Sombra,

notícias dela...


Sombra,

Amiga Sombra,

notícias...



Sopra uma brisa do leste e uma pomba mais alva do que todas as pombas já vistas por estes meus olhos pousa agora em meu ombro direito...

A amiga pombinha traz em uma das patinhas, amarrada, um papel pequeno enrolado, que retiro com todo carinho, com todo cuidado...

Há dentro do rolo de papel uma pena de uma asa de anjo, a corda de uma lira e um fio de cabelo dourado...

E letras que apenas minha alma decifra...

Notícias dela, enfim!

Alguma notícia dela!

Uma notícia dela!

E eu posso responder a um outro amigo, como Tu, Amiga Sombra, que ainda há esperança, mesmo uma esperança, em mim, tão triste, tão angustiada, tão melancólica!

Se não fosse a Deusa Poesia a fazer-me em versos sonhar com o mais sublime e verdadeiro Amor, eu já teria me suicidado ou morrido de tanta solidão e tanta tristeza...

Confissão esta maior de um poeta e de um homem mui cansado de adormecer e despertar em um leito mui frio e mui vazio...

Confissão de um romântico em um mundo pragmático, um romântico inominável poeta a estar cansado de apenas mais chorar do que a quentes lábios beijar e a uma quente mulher abraçar...

Inominável confissão de um romântico poeta que já foi Byron, que já foi Álvares, que já foi muitos outros poetas e que já foi poetisas, também...

Agradeço-Lhe, Amiga Sombra, por notícias dela!

Agradeço-Lhe, Amiga Sombra!

Agradeço-Lhe!


Inominável Ser

AGRADECIDO

POR RECEBER

NOTÍCIAS DELA






1 Românticos Aqui Se Revelaram:

Cria disse...

Intensidade de expressões ... Muito bom, mesmo !! Meu carinho ! (e obrigada pela presença no meu espaço !)