Deusa Poesia,

Quem Pode Dizer Que Não Há O Alto Poético Ideal Da Perfeita Musa Poética?

12:00:00 Inominável Ser 4 Comments


Não indago,

assim,

qual acadêmico,

filósofo ou cientista.


Nem indago

como um curioso,

apenas,

do porquê das coisas.


Muito menos indago,

claro,

como pseudosábio

ou pseudointelectual ralo.


Indago,

sim,

como poeta,

romântico poeta.


Indago como

romântico poeta,

um anacronismo nestes

tempos de pedra.


Indago como poeta,

romântico poeta,

um humilde bardo nesta

aromântica época.


De tanto soltar meu verbo

em Romances sinceros,

afirmo ter desperto

uma certeza milenar.


Todo poeta,

sendo também profeta,

sabe do que estou

aqui a falar.


Todo poeta,

sendo também visionário,

sabe que A Deusa Poesia

está aqui a cantar.


Todo poeta,

sendo também místico,

sabe que A Grande Musa

está aqui a poetizar.


A Grande Musa,

Esta que se encontra

ao lado do Kosmos

e da Unidade Absoluta.


A Grande Musa,

A Mãe de todas

as poéticas musas,

realizadoras Dela.


A Grande Musa,

A Senhora sendo

todas as musas

poéticas.


A Grande Musa:

as Florbelas,

as Vanessas,

as Reginas.


A Grande Musa:

as Rebecas,

as Helenas,

as Angelinas.


A Grande Musa:

as Evas,

as Lauras,

as Amandas.


A Grande Musa:

as Flávias,

as Lúcias,

as Marias.


A Grande Musa:

as Martas,

as Esters,

as Judites.


A Grande Musa:

as Alessandras,

as Valérias,

as Vanusas.


A Grande Musa:

as Beatrizes,

as Cíntias,

as Brunas.


A Grande Musa:

as Ellens,

as Giselles,

as Gabrielles.


A Grande Musa:

as Gabrielas,

as Taises,

as Lumas.


A Grande Musa:

as Moniques,

as Mônicas,

as Melissas.


A Grande Musa:

as Bárbaras,

as Talmas,

as Luandas.


A Grande Musa:

as Stephanies,

as Carolines,

as Dianas.


A Grande Musa:

as Dianes,

as Carolinas,

as Danielles.


A Grande Musa:

as Marceles,

as Glórias,

as Terezas.


A Grande Musa:

as Naomis,

as Amys,

as Marions.


A Grande Musa:

as Sandras,

as Samantas,

as Britneys.


A Grande Musa:

as Raíssas,

as Rhiannas,

as Hildas.


A Grande Musa:

as Neusas,

as Nilzas,

as Núbias.


A Grande Musa:

as Elizabetes,

as Ingrids,

as Corinas.


A Grande Musa:

toda mulher que

todo poeta

romanticamente eterniza.


Quem duvida da presença

da própria Eternidade

nas mãos e na pena

de um poeta?


Inominável Ser

ETERNO

POETA

ETERNIZANDO

AS SUAS

POÉTICAS MUSAS








4 Românticos Aqui Se Revelaram:

poetik disse...

Não indagar aqui seja o que for é humanamente impossivel. Isto para quem ainda tem algo de humano em si,ou desumano, fica ao critério...


Tambem voltarei...

A Indagação é a forma da realização do poder saber e conhecer do humamamente normal ou anormal. Tanto o humano quanto o desumano possuem um quê de questionamento vital, sem o qual a sobrevivência se tornaria inteiramente impossível. Indagar, quando a indagação naturalmente se faz dinâmica em ondas máximas de valor, torna-se um modo de ver o mundo através de um prisma melhor, com os dois pés bem fincados no chão.

Agradecido fico pelo comentário, poetik.

Cria disse...

Parabéns pelo brilhantismo da postagem ! Beijos.

Agradeço-lhe pelo comentário, Cria, aqui sempre a minha alma será romanticamente despejada, Em Verdade, Em Imanência, Em Transcendência, conjuntamente com a Unidade, que no nome AMOR Revela-Se.