A Senhora,

Oferecei-Me Vossas Flores E Um Pouco De Calor, Estranha Amada Senhora...

03:29:00 Inominável Ser 0 Comments


Crazy:

minha atual existência.


Sexy:

minha eterna essência.


Cool:

a minha escrita

e a minha poesia

com decência?

(Quem poderá dizer

que sim ou não?

Apenas vós,

meus leitores,

meus irmãos,

meus iguais,

como diria Baudelaire.)


Eu,

crazy,

sexy,

cool (?):

resta em mim neste

todo de agora

no toldo de sonhos

de uma invencionice

denominada de romantismo

que me abarrota

um sereno motivo

para pedir-Te,

Estranha Senhora,

flores que sirvam

de consolo para

meu coração aflito,

coração

apaixonado

de bardo mui

inominável...


Diggin' the scene

Diggin' on you

Diggin' on me

Baby bay -ooo-baby baby

It's on like that

It's on like that

I gotta be in love or somethin' like that”,

assim me expresso,

com a vossa permissão,

Estranha Senhora,

sei que sou do

tempo antigo,

no entanto,

sou contemporâneo

de um mundo aromântico

a citar para ti

algo do pouco que há

de romântico

no mesmo...


Tudo pedindo por

flores,

Tuas flores

Tuas flores

Tuas flores,

no meu colo,

em minhas mãos,

além do meu coração

e,

ainda,

além d'alma que me

move na materilidade...


Let's do it again

'Cause I love to make sweet love to your baby

Let's do it again

I wanna go all night long”,

que noite,

que noite a pedir-Te,

aqui neste romântico

sonoro momento

de aconchego e enredo

em Teu Jardim,

Estranha Senhora,

esta noite sagrada,

esta noite eternizada,

esta noite

consumidora

de todas as mais

eternas românticas

almas!


Tudo pelas Tuas

flores

Tudo pelas Tuas

flores

Tudo pelas Tuas

flores!


Let's take our time baby

Love lasts forever

Over and over

We'll love together”,

sim,

nosso tempo,

Estranha Senhora,

nesta estranheza de mundo

sem flores de verdade,

aquelas verdadeiras flores

da Grande Beldade,

As Flores

Da Virtude,

As Flores

Da Verdade,

As Flores

Da Unidade!


Estas são as

Tuas Flores,

Estranha Senhora!


Dê-me uma

ao fim desta noite!


Dê-me duas

até a meia-noite!


Dê-me três

até a madrugada!


Dê-me quatro

até a alvorada!


Ou apenas uma,

Estranha Senhora,

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me

diggin' on me!


E deixe-me

com as flores

de minha poesia

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you

diggin' on you...


Inominável Ser

CRAZY

SEXY

COOL







0 Românticos Aqui Se Revelaram: