Angústia,

Caminhando Lentamente Em Direção A Todo Poente

13:22:00 Inominável Ser 0 Comments




Por mais que eu veja
o sol nascer,
a luz deste me incinerar
a solitária pele
e o suor brotar
como salgado mar,
é no poente que
encontro-me
com um vinho
de angústia
para tragar.

No poente, 
no triste momento
entre o morrer
de todo dia
e o nascer
de toda noite,
toco em meu
lamentável estado
de bardo solidário
com cada uma
das minhas dores.

Sou pelo poente
guiado,
guiado a um local
não-imaginário
dentro do meu
abismo mental,
fazendo-me lembrar
do abismo
no qual
afundei-me:
teu rosto celestial.

Sou pelo poente
banhado,
recebendo nos olhos
as mesmas
imagens de um
tempo passado,
de alegres raros
lagos amados,
esmagado por estes
trágicos bárbaros:
teus pés demoníacos.

No poente,
tendo meus braços
cansados
e minhas pernas
abaladas,
vou recordando
o sofrimento
pelo qual passei
pensando
amar-te,
sofrimento de
iludido amante
de toda bela coisa
que com 
uma decepção
morre.

Pelo poente
sou tragado,
trazido sempre
lá daquele lado
onde é possível
perder toda
a alegria decente
e muito da
própria alma
decadente.

Em todo poente,
tenho a relembrar
meus papéis 
rasgados,
meus livros
queimados,
toda leitura
que fiz
do Amor
virando cinzas
escorrendo pelo
ralo.

Eu sou um
poente,
sempre entre
dias mortos
e noites frias,
procurando um
sol
e encontrando sempre
toda nuvem
inimiga do meu
romântico coração
ardente.

Poente
doente,
me entrego
ao angustiante
isolamento,
demente por um
raio de sol
que me salve
de dita doença
fatal.

Inominável Ser
ADOENTADO
POENTE

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Romances,

Neste Mundo De Distorcidos Espelhos, Me Recuso A Parar De Romantizar

22:54:00 Inominável Ser 0 Comments



Não me diga para
parar de romantizar,
você aí
do outro lado
que me ache
um emo otário
falando de amor
neste recanto
cibernético 
raro.

Muitos por aí
já desistiram
do romantizar,
endureceram os
corações,
eliminando os
amorosos pombos
que trazem as felicidades,
mesmo passageiras,
em seus sonhos.

Muitos por aí,
agora mesmo,
estão se iludindo
e se esvaziando
nas ruas,
nas boates,
nas praças e
nos motéis,
nada ganhando
sem o
romantizar.

Muitos por aí,
a todo dia,
a toda hora,
em qualquer lugar,
lugar deste mundo
visível
e até no Mundo
Invisível,
preferem
violentar,
matar,
roubar,
sequestrar,
corromper
enganar.

Mas, 
eu,
Inominável Ser,
continuo
a romantizar.

Eu,
Inominável Ser,
insisto no
Romantismo.

Eu,
Inominável Ser,
resisto ainda
sendo um
Romântico Ser.

Quem pode me
tirar
tal direito de
Ser,
de Romântico 
Ser?

Você aí,
Aromântico
Ser?

Não,
tu não tens
tal direito,
assim como
nenhuma Deusa
ou Deus
que exista
o tem.

Continuarei
romantizando.

E você aí,
que ri do meu
romantismo,
vai continuar sendo
uma pequena
partícula
do vidro quebrado
de cada espelho
no qual a sua
imagem
é nitidamente
morta
sem um pingo
de Amor.

Romantizarei!

Romantizarei!

Romantizarei!

Até
meu último suspiro
de agonia,
de tristeza,
de sofrimentos
e angústias
entre efêmeras
alegrias!

Ou você aí
acha que
tudo é flores
em um 
Romântico Ser?

Ou acha que
é mais feliz
do que um
Romântico Ser
sendo um
Aromântico Ser?

Inominável Ser
QUE SE RECUSA
A PARAR
DE
ROMÂNTICO
SER

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Angústia,

Sufoco Da Mente Solitária

14:01:00 Inominável Ser 0 Comments




Eu penso,
logo sofro.
Eu penso,
logo desço.
Eu penso,
logo caio.
Eu penso,
logo perco.
Eu penso,
logo insisto
neste Louco Romântico
Campo...
Quisera estar abençoado
realizando todos
os melhores
e maiores pensamentos
como o melhor
e maior dos
Senhores Mentais.
Quisera ser um
dos grandes
Pilares Mentais Cósmicos,
que com apenas
um pensamento
molda um
Plano Multiversal.
Quisera ter a grandiosidade
da Dinâmica
Mente Divina,
a fim de manter
a coesão
entre a minha
mente,
minha
alma
e minha
carne.
Penso na minha
carne,
logo me angustio...
Penso na minha
alma,
logo me entristeço...
Penso na minha
mente,
logo enlouqueço...
Eu sou
O Pensante Enforcado,
tocando a Terra Dos
Românticos Sonhos
sem ter
ao meu lado
aquela que é
o meu grande
romântico sonho!
Eu sou
O Pensativo Louco,
com sacolas 
de idéias e presentes,
percorrendo todo
O Vale Dos Poetas
Perdidos,
buscando por aquela
que me trará de volta
a sanidade!
Eu sou
O Pensador Mago,
vivendo no limite
entre
O Pensar Do Abismo
e O Pensar Do Alto,
realizando poéticas
magias virtuais
para encontrar
aquela que é
o meu futuro
Místico Renascimento!
Grito neste poema,
um poema pensado,
pensativo poema,
mas,
sei que gritar
não me trará
aquela que seguer
em mim pensa...
Penso,
logo tudo está
nublado...
Penso,
logo tudo está
bloqueado...
Penso,
logo tudo está
encerrado...
Penso,
logo tudo está
extinto...
Deus ou Demônio
algum
no qual eu pense
me trará
aquela que é
Deusa e Diaba
por me abençoar
e amaldiçoar
com esta
romântica esperança
de um dia
encontrá-la...
Ou reencontrá-la...
Penso nisso...
Um encontro...
Um reencontro...
Apenas pensamentos
assim
chegam-me na mente,
na alma
e na carne.
E aquela
em quem eu mais
penso
jamais chega.

Inominável Ser
QUE TAMBÉM
JAMAIS CHEGA
 
 

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Angústia,

Sufoco Da Alma Solitária

13:58:00 Inominável Ser 0 Comments




Como na carne,
as marcas da
Passagem Temporal
atingem-me n'alma,
agitando a grandeza
da bruta solidão
e da bruta tristeza
na fonte original
do meu material
caminhar.
Às vezes,
fragmentos d'alma
minha
vejo escorrendo
pelo Labirinto Invisível,
onde o meu
Verdadeiro Nome
está escrito.
Outras vezes,
a substância d'alma
minha
sinto escapando
pela Rodovia Sincrônica,
indo para
um extremo a outro
deste mundo,
congelando no
Oceano Ártico,
derretendo no
Deserto Do Saara.
Todas as vezes,
a essência d'alma
minha
grita por um socorro
que jamais
chega;
geme por um abraço
que jamais 
chega;
sussurra por um carinho
que jamais
chega;
rosna por um Amor
que jamais
chega...
Através dos mais
lacrimosos mares
em meus carnais
mortais olhos,
vou exibindo
todo o cansaço
d'alma minha,
gotas d'água 
caindo
dos espelhos d'alma
minha...
Girando e girando
na Roda Da Fortuna
em meu
Mapa Cármico,
Saturno me pressiona,
retrai,
consome,
limita,
consola,
atrasa,
cobra
e ensina...
Nas Amorosas Sendas,
Sendas que amarram
a todos os humanos
na Dualidade,
meus amores obscuros
e iluminados
vão sendo devorados
pela
Eterna Fome Saturnina...
E a alma minha,
sofrida e abatida,
vai sendo devorada
junto,
dizendo sempre que
a minha época
nesta existência
já passou...
A infância
já passou...
A adolescência 
já passou...
A maturidade
já passou...
A velhice
já passou...
Minha morte
fica,
minha morta alma
fica...
Tanatos ainda
não cortou
o meu fio de prata
porque ainda
minha hora final
não chegou.
Ela sempre
chega.
Mas,
aquela que
a minha
morta alma
deseja
nunca chega.

Inominável Ser
QUE TAMBÉM
NUNCA CHEGA
 

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Angústia,

Sufoco Da Carne Solitária

13:35:00 Inominável Ser 0 Comments




Há neste sufoco
do meu corpo
um sentido maior,
uma meta maior
ou apenas sou
mais um azarado
nas rotas e vias
amorosas?
Sinto frio,
sinto medo,
sinto dor,
sinto mágoa,
sinto O Caos
me tragando 
nesta minha
marcha solitária...
Todos os anos passam,
meu rosto envelhecendo,
cabelos brancos surgindo,
desânimo crescendo
e uma sufocante solidão
me derretendo...
Deus Pai,
Deus Filho,
Deus Espírito Santo,
por que tamanha demora
para a chegada dela,
aquela que eu amarei,
aquela que me amará?
Oro,
clamo,
suplico,
choro
e ela não chega,
não surge como
o primeiro raio de sol
em minha existência...
Medito no vazio,
chamando por ela,
uma angustiante busca,,
uma amargurante reta...
Solidão é minha amiga,
uma solidão
que martela-me direto
n'alma,
angustiando-me mais,
amargurando-me mais...
 O Grande Romance
Da Solidão
eu escrevo
cada vez mais...
Noto
O Vazio...
Denoto
O Escuro...
Aborto
O Rumo...
Reduzo
O Limite...
Abraço
O Abismo...
Abismo...
O Abismo Da Solidão,
a rota magnífica
e perfeita
para todo poeta
e para toda poetisa;
mas,
quando afunda-se
Nele,
cavalga-se
Nele
e navega-se 
Nele
por muito tempo,
os Romances
tornam-se Dor,
Deusa Dor,
Irmã Maior
Da Deusa Poesia,
A Segunda Mãe
De Todos Os Poetas
E De Todas As Poetisas...
Vai sumindo tudo,
tudo...
Sumindo...
Sumindo 
a esperança
do meu encontro
com ela...
Sumindo...
Sumindo
a espera
do meu encontro
com ela...
Sumindo...
Chuvas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Ondas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Brisas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Mortos e vivos
vão e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Poemas nascem
e nascem,
ela não chega...
Sumindo...
Morro e ressucito,
indo e vindo,
ela não chega...
Sumindo...
Sumindo como
um meteoro
em céu noturno,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
pássaro sem ninho
longe de todo arpoador,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
sombra na parede
diante de luz maior,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
lágrima seca
no rosto dos amargos,
eu estou...
E ela não chega...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo no cadafalso,
cujo carrasco
aguarda-me a cabeça,
eu estou.
E ela não chega.

Inominável Ser
QUE TAMBÉM
NÃO CHEGA

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Amores Diurnos Inomináveis,

A Música Que Ouço Dentro Da Marcha Das Auroras

12:00:00 Inominável Ser 0 Comments




Toca
uma conhecida 
música,
ouvida outrora
em
dias mais ricos.

Aqueles
que tocam-na
são
reconhecidos amigos
de
sagradas liras amadas.

Tal
música está
sempre
junto a todas
as
auroras crescentes.

É
música possante
atndendo 
a todos os possantes
enamorados
pelas Eras Terrestres.

Os
Anjos Do Amor
seguram
liras e violões  violinos
tocando-a
com esmero divino.

Raio Do Amor
Desce,
Ascende luminoso
todo
sentimento celeste.

Os
Filhos Do Amor
protegem
cada nota amada
gerada
pelos amores terrestres.

Amores
Diurnos Inomináveis,
Amores
Noturnos Inomináveis:
Amores
regidos pela Celestialidade.

Os
demais Amores,
todos
os Amores:
também 
regidos pela Celestialidade.

A
Música Elevada,
Harmonia Eterna,
Melodia Etérica...

A
Música Amorosa,
A
Harmonia Carinhosa,
A
Melodia Amantíssima...

Amada Música,
A
Amada Harmonia.
Amada Melodia... 

Todos
os apaixonados
são
conduzidos pelas notas
de
cada Divino Acorde.

E
O Amor,
Filho
Do Deus Criador,
Sutilmente
Canta Seu Louvor!

Inominável Ser
OUVINDO
EM
TODA AURORA
A
MÚSICA MAIS
PERFEITA
DA CRIAÇÃO

0 Românticos Aqui Se Revelaram: