Angústia,

Sufoco Da Carne Solitária

13:35:00 Inominável Ser 0 Comments




Há neste sufoco
do meu corpo
um sentido maior,
uma meta maior
ou apenas sou
mais um azarado
nas rotas e vias
amorosas?
Sinto frio,
sinto medo,
sinto dor,
sinto mágoa,
sinto O Caos
me tragando 
nesta minha
marcha solitária...
Todos os anos passam,
meu rosto envelhecendo,
cabelos brancos surgindo,
desânimo crescendo
e uma sufocante solidão
me derretendo...
Deus Pai,
Deus Filho,
Deus Espírito Santo,
por que tamanha demora
para a chegada dela,
aquela que eu amarei,
aquela que me amará?
Oro,
clamo,
suplico,
choro
e ela não chega,
não surge como
o primeiro raio de sol
em minha existência...
Medito no vazio,
chamando por ela,
uma angustiante busca,,
uma amargurante reta...
Solidão é minha amiga,
uma solidão
que martela-me direto
n'alma,
angustiando-me mais,
amargurando-me mais...
 O Grande Romance
Da Solidão
eu escrevo
cada vez mais...
Noto
O Vazio...
Denoto
O Escuro...
Aborto
O Rumo...
Reduzo
O Limite...
Abraço
O Abismo...
Abismo...
O Abismo Da Solidão,
a rota magnífica
e perfeita
para todo poeta
e para toda poetisa;
mas,
quando afunda-se
Nele,
cavalga-se
Nele
e navega-se 
Nele
por muito tempo,
os Romances
tornam-se Dor,
Deusa Dor,
Irmã Maior
Da Deusa Poesia,
A Segunda Mãe
De Todos Os Poetas
E De Todas As Poetisas...
Vai sumindo tudo,
tudo...
Sumindo...
Sumindo 
a esperança
do meu encontro
com ela...
Sumindo...
Sumindo
a espera
do meu encontro
com ela...
Sumindo...
Chuvas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Ondas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Brisas vão
e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Mortos e vivos
vão e vem,
ela não chega...
Sumindo...
Poemas nascem
e nascem,
ela não chega...
Sumindo...
Morro e ressucito,
indo e vindo,
ela não chega...
Sumindo...
Sumindo como
um meteoro
em céu noturno,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
pássaro sem ninho
longe de todo arpoador,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
sombra na parede
diante de luz maior,
eu estou...
E ela não chega...
Sumindo como
lágrima seca
no rosto dos amargos,
eu estou...
E ela não chega...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo...
Subindo no cadafalso,
cujo carrasco
aguarda-me a cabeça,
eu estou.
E ela não chega.

Inominável Ser
QUE TAMBÉM
NÃO CHEGA

0 Românticos Aqui Se Revelaram: