Sol Do Amor,

Em Conjunto Com O Solar Véu

23:40:00 Inominável Ser 0 Comments




A Natureza navegante
Pelas ondas de seu corpo
Todo flutuante pelos campo 
Irrompe vertiginosamente
Em camadas etericamente
Iluminantes
Nas relíquias
De tua alma

A Beleza efetivamente
Traça círculos altos
Que expandem a expressão
Da sua verdade
Diante do meu olhar
De apaixonado corredor
Pelas estradas
De um Caminho
Chamado Romance

Romance de terças
De segundas
De domingos
De sábados
De todos os dias
Abaixo do Sol
A Beijar teus cabelos
Teu rosto
Teus olhos
Teu colo
Tua alma

Romance de saltos
Empregados no raro
Tom melódico
Das danças eefetuadas
Pelos teus sorrisos
E das melodias tocadas
Pelas tuas gargalhadas
Atributos genuínos
Do teu jeito de ser
Uma Humana Fada


E tudo de ti
É Solar
Tudo em ti
É Solar
Tudo por ti
É Solar
Estremeço em mim
Desejando ser O Sol
Para poder te Banhar
E te beijar

Desejo ser Sol
Mas nunca brilho
Tão magistral
E soberano
E por isso me contento
Em ser Nuvem
Que fica escondida
Te admirando silenciosa
Entre as folhas
As raízes
E os céus

Inominável Ser
UM VÉU
COMO
NUVEM

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Angústia,

A Mais Duradoura Das Eternas Sensações

00:37:00 Inominável Ser 0 Comments



É no tempo de um agora
cheio de remendos
de paixões acabadas
que me intrometo a querer
falar de uma sensação
que um dia foi rara.

Eu estava na adolescência.

Eu era o que agora sou:

eterno solitário.

E eu tinha uma paixão...

Ela povoou meus sonhos,
povoou minha mente,
povoou minha alma,
menos o meu corpo
e os meus lábios.

Escrevi para ela quase mil poemas.

Escrevi para ela um milhão de versos.

Escrevi para ela...

A escola acabou.
Aquele tempo acabou.
Aquela época morreu.
Aqueles poemas...
Aqueles versos...
Ficaram aqui!

Aqui em minha mente!

Aqui em minha alma!

Aqui em meu corpo!

Aqui em meus lábios!

Aqui,
uma sensação que me torna
refém de lembranças
que balançam,
que estremecem,
que quebram,
que tonteiam,
que envergam...

Já não sou mais um adolescente.

Já não tenho mais aquele vigor.

Já não jogo mais como jogava

no amor.

Como ouvir uma música
do passado
sem me lembrar
dela?
Como?
Eis uma sensação
inoportuna
e agradável,
nervosa
e pacificadora,
triste
e romântica,
pavorosa
e suave...

Paradoxo indo.

Paradoxo vindo.

Paradoxo fluindo.

Paradoxo refluindo.

E eu sentindo.

Inominável Ser
SENTINDO
A
SENSAÇÃO

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Êxtase,

Um Êxtase Que Permanece

23:33:00 Inominável Ser 0 Comments



Intenso esplendor escorre
em momento denso de toque
do meu Ser
no teu Ser
gerando
então
um
mais
denso
nobre
enfoque


Brilhante rompante mágico
destacado entre espaços
que muitos campos abrem
entre nossas mãos
entre nossos lábios

nossos
brilhos

nossos
rompantes

nossas
magias

Mãos querendo tudo

Mãos querendo o todo de tudo

Mãos querendo o trono de tudo

Lábios úmidos colados

Lábios em choque

Lábios em uníssono

Música

Dança

Prazer

Pratos

Alimentos

Magno delirar febril
fantasia apaixonada sem fim
magnetismo definitivo
magnetismo imperativo
vontade
de
nunca
separar
nossos
corpos
do
ritmo
do
nosso
definido
ligar

Ligar nossas ânsias

Ligar nossos medos

Ligar nossos sonhos

Ligar nossos pesadelos

Ligar nossos corpos

Ligar nossas mentes

Ligar nossas almas

E nunca
nunca
nunca
nunca
esquecer de sermos
Um
naquele
momento
silenciado
pelo
conjunto
de
nossas
respirações
no
leito
suado

Inominável Ser
EM UM
ÊXTASE
INFINDÁVEL

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Amor,

Um Antigo Sonho

20:11:00 Inominável Ser 0 Comments




Quando mais novo,
Planejei ter um encontro
Que me levasse ao ponto
Onde Deuses Enamorados
Se entrelaçam ardentes
No cerne das Estrelas.

Sonhei me tornar uma Estrela,
Brilhando ao lado de uma Supernova,
Uma Perfeita Diva,
Uma Perfeita Musa,
Uma Perfeita Mulher,
Uma Perfeita Deusa.

Nessa utopia de adolescente
Caminhando para a adulta vida,
Me motivei a continuar sonhando
Com aquela que seria
Minha esposa,
Minha companheira

E a mãe dos meus filhos...

Vinte anos se passaram.

Sete mil e trezentos dias se passaram.

Cento e setenta cinco mil e duzentas
Horas
Se passaram.

Já não tenho mais
Dezoito anos,
"Quando eu olho
No espelho,
Estou ficando velho
E acabado",
E ela ainda
Nem chegou aqui
Nesta minha Existência...

No entanto,
Bem lá no fundo
Da minha mente,
Da minha alma,
Do meu coração...

Sim,
Bem lá no fundo
Ainda sonho com ela!

E a aguardo
Silenciosamente
Apagado...

Inominável Ser
APESAR DE TUDO
AINDA
SONHANDO

0 Românticos Aqui Se Revelaram: