Amores Diurnos Inomináveis,

O Que Mais Há Em Ti?

20:58:00 Inominável Ser 0 Comments



O que mais há em ti
Enaltece a memória
Das Olimpianas Musas
Que em Afrodite
Nasceram!

O que mais há em ti
Embeleza ainda mais
A Beleza Cósmica
Que se expande
Em toda mulher!

O que mais há em ti
É O Tesouro Perdido
Que O Filósofo
Tanto procura
Em Sua Eterna Alquimia!

O que mais há em ti
É A Aurora Solar
Que aborda Apolo
Em Sua Carruagem
A nos iluminar!

O que mais há em ti
É O Verdadeiro
Paraíso Perdido
Onde Deuses Ressoam
E Demônios Sussurram!

O que mais há em ti
É O Equilíbrio Universal
Que transborda das chamas
De sua pele
Ao meu toque final!

O que mais há em ti
É a minha Morte
Em tuas profundezas
E o meu Renascimento
Em tuas superfícies!

O que mais há em ti
É O Mistério
Que toda mulher
Carrega como
Dom Maior!

O que mais há em ti
É esse Mistério
A me intrigar
E a me fazer servo
Teu!

O que mais há em ti
É
Tudo
Que
É!

O que mais há em ti
É
Tudo
Que
Foi!

O que mais há em ti
É
Tudo
Que
Eternamente Será!

O que mais há em ti?

O que mais há em ti?

O que mais há em ti?

Apenas
A
Eternidade
Me
Responderá!

Inominável Ser
AGUARDANDO
A RESPOSTA
DA
ETERNIDADE

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Paz,

A Sinfonia Que Ouço

23:11:00 Inominável Ser 0 Comments




Vem com o ardor
De ritmo semigual
Nesta Terra
Uma sinfonia dadivosa
Plena de intensidades
Ativadoras dos mais profundos
Recantos pacíficos
Da minha alma…


A paz
Alcanço
Ouvindo
A Sinfonia…


A paz
Me envolve
Ouvindo
A Sinfonia…


A paz
Me abraça
Ouvindo
A Sinfonia…


A Paz,
Esta de muitos
Desconhecida,
Abre Asas para mim
Quando a tua
Singela presença
Arrebata a minha presença
Como a realizadora
Do meu eterno momento
Como Ser.


E o que eu
Mais poderia querer
Além de ouvir
A Sinfonia
Do teu Ser?


E o que eu
Mais poderia pedir
Além de ouvir
A Sinfonia
Do teu Ser?


E o que eu
Mais poderia aguardar
Além de ouvir
A Sinfonia
Do teu Ser?


Toca agora…


Toca agora…


Toca agora…


Os violinos,
Os violões,
Os trompetes,
Os saxofones,
As baterias,
As guitarras,
Os pandeiros,
Os tambores
Os tamborins,
Os atabaques,
Os oboés,
Os pianos…


Todo ritmo,
Todo som,
Toda Sinfonia
Da tua melódica
Alma!


Inominável Ser
OUVINDO
A SINFONIA
QUE ELA É

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Alto Amor,

Um Encanto De Profundas Auroras

20:07:00 Inominável Ser 0 Comments




Horas interrompidas
Horas eternizadas
Horas esquecidas
É apenas Aurora
Quando diante de tua
Solar presença
Eu humildemente estou
A te admirar
A te endeusar
A te santificar
A te posicionar
Entre as Deusas Celestiais
E as Ninfas
Do Grande Mar


Aurora
Da primeira
À última hora


Aurora
Do primeiro
Ao último minuto


Aurora
Do primeiro
Ao último segundo


Aurora
Que romantiza
Toda luz nestes versos
Que chegam do
Plano Do Amor
O Verdadeiro Amor
Aquele Amor Movente
E Conservador
De Todos Os Firmamentos
E De Todos Os Astros
Da Criação


Aurora
Que se expande
Pelas cativas paragens
Da Terra
Cativas diante da tua
Aprisionante Existência
A Existência
Que me vale
A Existência
Que me aborda
A Existência
Que reafirma
A minha própria
Existência
E sobrevivência


E isto é tudo
Minha
Aurora


E isto é mais do que tudo
Minha
Aurora


E isto é Infinito
Minha
Aurora


Infinito
Pela Eternidade
E permanente
Além da reles
Materialidade


Inominável Ser
ENCANTADO
PELA AURORA
ETERNA
QUE ELA É

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Esperança,

A Eterna Poesia Do Teu Olhar

22:59:00 Inominável Ser 0 Comments





A profunda maravilha
Que nasce oferecida
Ao prazer do teu olhar
Navega altivamente
Em mares que romantizam
Todo o cerne infinito
Do teu Ser singular


Me acostumo a junto
Do monumental olhar
Que tu me diriges
Com serenidade ímpar
A nadar com garantias
De apenas me afogar
Nas ondas dele


Ondas que alcançam
Outros Mares
E muitos Oceanos
Tradutores maiores
Do que de oculto jaz
No império supremo
Do brilho dos teus olhos


Olhos cativantes até mesmo
Das feras mais brutalizadas
Olhos chamativos das Dádivas
Mais do que sagradas
Olhos ativadores das chamas
Mais do que mágicas
Da Luz que nos une


A Luz
Que o teu olhar reproduz
A Luz
Que o teu olhar transmuta
A Luz
Que em teu olhar transborda
Em infinitas marés gloriosas


Marés em Glórias do teu olhar
Glórias em Marés do teu olhar
Incessante alegria
Que me balança
Incessante energia
Que me alimenta eternamente
De todas as infinitas esperanças


Esperança
Teu olhar tem tal nome
Esperança
Teu olhar é este nome
Esperança
Teu olhar é um nome
Muito cultuado pelos poetas


E A Eterna Poesia
Do teu olhar
É A Musa dos meus poemas
É A Sibila dos meus romances
É A Profetisa dos meus jardins
E É A Salvadora
Da minha alma infeliz


Inominável Ser
CONFIANTE
NO OLHAR
DELA

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Feminilidade,

As Nascentes Flores De Seus Lábios

01:02:00 Inominável Ser 0 Comments



O tempo agora é para poetizar
Sobre as coisas do coração,
Poetizar sem frescura,
Poetizar sem firulas,
Falar às claras do que ainda
Me motiva
A querer ser romântico,
Uma insistência heróica
Nestes bárbaros tempos
Nos quais a insensibilidade
Grassa vertiginosa
Nas gentes da Terra.

A Terra de hoje,
A Terra de ontem,
Sempre confusa para
Todo aquele que acredita
No poder dos lábios
Que evocam as lutas
De todos os amantes
Pela Luz Maior.

Luz Maior buscada
Sem nenhum fanatismo,
Luz Maior encontrada
Sem nenhum êxtase
Ridículo,
Apenas o direto sentido
De flores nos lábios
Dos amantes que,
Sem o desespero
Dos que se matam,
Sem o vazio
Dos que se drogam,
Matam-se
E drogam-se
Através de seus
Respectivos lábios.

Nos seus lábios,
Lábios que me salvam
Da urbana doideira diária,
Lábias que me resgatam
Da estranha robotização de tudo,
Lábios que me batizam
Em mundos mais pacíficos,
Encontro
Meu Graal,
Meu Éden,
Minha Shangri La,
Meu Eldorado,
Meu Nirvana,
Minha Grande Fusão
Com O Todo
Da Sua Eterna Alma!

Seus lábios
Me dão a alegria,
Mesmo momentânea,
Alegria de viver
Para te beijar
E beijar
E beijar
E beijar!

Seus lábios
Me dão a vontade,
Permanente,
De viver sempre
A te beijar
E beijar
E beijar
E beijar!

Seus lábios,
Minha Alma!

Seus lábios,
Minha Calma!

Seus lábios,
Minha Chama!

Seus lábios,
Minha Paz!

E um pedaço
Da Primavera
Que ao tocar
Nos meus leoninos
Poéticos lábios
Me puxa para nados
Em oceanos de flores
Nunca antes colhidas
Pelos meus!

E a chatice deste mundo
Some,
Então,
Por alguns instantes
De mágica alquimia
Primaveril...

Inominável Ser
JARDINEIRO
COLHENDO
AS FLORES
DOS LÁBIOS
DELA

0 Românticos Aqui Se Revelaram: