Amores Noturnos Inomináveis,

Caminhando De Mãos Dadas Com Uma Dama Das Trevas

22:13:00 Inominável Ser 0 Comments




Entre as sombras que
Se enterram entre
Os urbanos escombros
De cidades muito antigas,
Te encontro,
Dama Das Trevas,
A brincar com
Negras flores
E a brindar
Com Negros Amores
Aos pés de um
Anjo Noturno
A tocar uma dourada harpa
De nove cordas.


Pego sua mão esquerda
E saímos de mãos dadas,
Caminhando por uma
Cidade de fantasmas
Que nem mais sabem
Conjugar a verdade
Do Verbo Amar.
Mas,
Eu te amo?
Mas,
Você me ama?
Deixe estar,
Vamos
Apenas
Ca
min
har…


Ouvimos uma música agora,
Karolina Escarlatina,
Escarlatina Obsessiva,
Tiny Boat,
Ouvimos…
Ouvimos passeando
Pela fantasmagórica cidade
De lata
Destes tempos de nada
Onde ninguém encontra tempo
Para de verdade
Algo amar.
Ouvimos,
A cidade está calada
Também ouvindo…
Ouvimos,
A cidade chora
Pelos que não sabem
Amar…


Nós sabemos
Amar?
Você sabe
Amar?
Eu sei
Amar?

Sabemos
Amar?
Soubemos
Amar?
Saberemos
Amar?

Amar
Um ao outro?
Amar
A outros?
Amar 
A todos?

Ou também
Esquecemos
De como é
O Verdadeiro
Amar?

Deixe estar,
Vamos caminhar,
Gosto da sua companhia
Dentro das Trevas,
Seu cheiro
É suave alecrim,
Seu hálito
É ardente hortelã,
Sua pele porta
Tatuagens milenares,
Seus cabelos são
Negros mares,
Seus olhos são
Negros leitos,
Seu rosto é meu
Negro consolo…


Estamos
Apaixonados
Um pelo outro?
Você está
Apaixonada
Por mim?
Eu estou
Apaixonado
Por você?
Deixe estar,
Vamos continuar
Caminhando
De mãos dadas,
Ouvindo Escarlatina,
Deixando para trás
Toda resposta,
Toda pergunta,
Toda tentativa
De uma resposta,
Toda tentativa
De outras
Perguntas…


Inominável Ser
CAMINHANDO
COM UMA
DAMA DAS TREVAS

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Amores Diurnos Inomináveis,

Ironias De Verão

00:14:00 Inominável Ser 0 Comments



O riso gerando mares
em teu rosto,
a alegria renascendo
no meu próprio rosto,
todos os horários
parados,
que ironia,
até mesmo
o horário de verão
nós esquecemos
de tão suados
e cansados
que ficamos…
Na praia.

As cantorias
mais absurdas
nós entoamos,
as poesias
mais loucas
nós escrevemos,
o pó
mais venenoso
nós sacudimos,
que ironia,
até mesmo o pó
em nossos narizes
é engraçado…
Precisamos poupar
mais açúcar.

As tempestades
de verão
insolentes,
as manhãs
de verão
abusivas,
as noites
de verão
quentíssimas,
que ironia,
ficamos muito
mais suados
do que na praia…
Sentimos falta
do ar condicionado.

Que ironia
mais
divertida,
que ironia
mais
deliciosa,
que ironia
mais
libertária
dentro destes dias
nos quais tudo
é motivo
de estresse,
de porrada na cara,
de tiro na cara…

Relaxem,
gozem,
ironizem,
em tudo,
o Verão
Chegou
Chegou
Chegou!

É calor,
é ardor,
é o tempo
de sacudir
as pétalas das flores
da Primavera
e de montarmos
na Cavalaria
Do Verão!

Ironizem
até mesmo
no amor,
ironizem
no calor
dos beijos,
ironizem
no calor
dos abraços…
Um chute
na monotonia,
casais hoje
tão áridos,
chatos
e quadrados!

Ironizem,
VERÃO
É VIDA,
VERÃO
É CALOR,
VERÃO
É AMOR
NO MAIS
INCENDIANTE
VERBO
DA PAIXÃO!!!

Inominável Ser
IRONIZANDO
PARA NÃO
ESMORECER

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Belo,

IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!

16:37:00 Inominável Ser 0 Comments





Da visão do corpo
Que algum Sagrado Ser
Moldou,
Teu corpo que
Deusas Da Beleza
Possuem Na Eternidade,
Sou obrigado,
Pela Vontade de toda
Minha alma,
A enaltecer-te em uma
Ode oriunda
Dos meus sonhos
Na aurora,
No meio-dia
E no nascer
De todas as
Eternas estrelas!


Ao teu corpo,
Ofereço as luzes
Do meu coração!


Ao teu corpo,
Ofereço as jóias
Da minha alma!


Ao teu corpo,
Ofereço A Evocação
Do Cósmico Coração!


Ao teu corpo,
Ofereço A Evocação
Do Cósmico Tesouro!


Em teu corpo,
Invoco
O Cósmico Esplendor!


Em teu corpo,
Invoco
O Cósmico Alvorecer!


Teu corpo,
Uma fonte
De eternidades,
Uma ponte
De realidades,
Um ponto
De verdades
Que a carnalidade
Não pode
Suportar
E nunca poderá
Decifrar!


Teu corpo,
Revelação
Plena,
Revelação
Tensa,
Revelação
Serena
Do Sublime
Frescor
Da Grande Fêmea!


Teu corpo,
Revolução
Agitada,
Revolução
Elevada,
Revolução
Cujos gritos
Ecoam em uníssono
Com A Voz
Da Primordial
Feminil Canção!


Teu corpo,
Mulher:
Bênção
Para os adoradores
Do Belo!


Teu corpo,
Mulher:
Bênção
Para os adoradores
Do Sublime!


Teu corpo,
Mulher:
Bênção
Para os adoradores
Do Eterno Feminino!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


IMPERIUS CORPUS LUX AETERNUS!!!


Inominável Ser
IN
EXTREMO
ADORATIO

0 Românticos Aqui Se Revelaram:

Amor,

Escapar, Voar E Amar!

23:42:00 Inominável Ser 0 Comments




Este é um momento para relembrar todo momento mais pacífico fora deste humano festim de predições nefastas de dias nublados. Mesmo que o sol ainda brilhe, aqueça e ilumine a todos por igual, a Humanidade está perdendo a verdadeira capacidade de verdadeiramente amar. Entramos em um recesso existencial, estacionando em amarras para nossas almas, mas precisamos escapar, precisamos voar, precisamos amar… Escapar… Voar… Amar… Quem mais do que um poeta para isto empreender?


Quem mais,
Neste mundo
Doente
De um
Anti-romantismo
Ardente?


Quem menos,
Diante de um
Apocalipse
De insossos
Remendos?


Nos lábios de uma
Mulher,
Eu,
Inominável Poeta,
Escapo!


Nos lábios de uma
Bela mulher,
Eu,
Inominável Poeta,
Voo!


Nos lábios de uma
Querida mulher,
Eu,
Inominável Poeta,
Amo!


Mulher,
A flor que colho
Mesmo no meio
Do deserto
E do vazio!


Mulher,
A bênção que recebo
Mesmo que O Destino
Me queira solitário
E silenciado!


Mulher,
O sonho que me move
A sonhar
A sonhar
A sonhar




Escapar…


Voar…


Amar…




O que mais
Um poeta
Pode a este
Cinzento mundo
Dar?


E o que
O menos
A um poeta
Que ama
Dará?


Inominável Ser
ESCAPANDO
VOANDO
AMANDO

0 Românticos Aqui Se Revelaram: