Busca,

Imperfeita I

00:30:00 Inominável Ser 0 Comments




Não busco mulheres,

busco apenas
uma mulher
que seja para mim
uma canção solar
de incêndios,
incinerações
e ressureições
a partir das cinzas
dos tempos
e dos espaços
alternativos
e eternos.
Tal senhora
que pretendo tornar
minha consorte
até o fim
dos meus
inomináveis dias
não precisa ser
perfeitinha como
virgem santinha
nem puritana como
mocréia religiosa
crentelha.
Preciso de uma mulher
que dome serpentes
e seja junto comigo
uma rainha
de um grande reino
de delícias
e fantasias.
Quero uma mulher
que participe comigo
do enredo único
de realizáveis ações
entre lençóis
e colchões...
Uma mulher,
apenas uma mulher,
sem frescuras,
neuroses,
timidez,
arrogância
e preconceitos,
a parte que falta
ao meu corpo,
à minha mente
e à minha alma!
Uma mulher 
que me permita
fumá-la!
Uma mulher
que me permita
banhá-la!
Uma mulher
que me permita
bebê-la!
Uma mulher,
apenas uma,
Senhora Invisível
que vela por mim,
é o que lhe peço
em nome da Carne,
do Espírito
e da Mente!
Apenas
uma
mulher
para
o
resto
dos
meus
terrestres
dias...
Estou cansado
e eu quero
braços seguros
onde poderei
descansar,
braços de uma mulher
de sangue,
carne,
ossos,
caipirinhas
e cigarros...
E serpentes,
as quais
adoro!

Inominável Ser

NO CAMINHO
DESTE
ROMÂNTICO
ENCONTRO



0 Românticos Aqui Se Revelaram: