Imperfeita,

Imperfeita XXVI

22:37:00 Inominável Ser 0 Comments


Alysha Nett



Os sonhos ainda estão
aqui neste retalho
de homem e 
de poeta
a sonhar na imperfeição
de um mundo 
supostamente feliz.
Sonhar na imperfeita
vestimenta rarefeita
de teu querer;
sonhar na imperfeita
insistência tua
em me deter;
sonhar na imperfeita
estrutura de
tua estatura;
sonhar na imperfeita
estrada tua
cheia de armadilhas;
sonhar
na calçada,
sonhar 
na rua,
sonhar
no telhado,
imperfeitamente
imperfeitamente
imperfeitamente
...
Sonho desta forma
em uma hora
de ternura
e em outra hora
de loucura enrolada
em fios de
torturas.
Por que continua
esta imperfeição
do sonhar?
Por que insisto
nesta imperfeição
do sonhar?
Por que resisto
nesta imperfeição
do sonhar?
Por que?
O que?
No que?
Em que?
Para que?
Para que?
Para que?
Para um dia morrer
tão imperfeitamente
quanto morro
a cada gota do meu
insensato suor
em teu colo...

Inominável Ser
IMPERFEITAMENTE
A SUAR
E A MORRER





0 Românticos Aqui Se Revelaram: