A Deusa,

Tudo Que Eu Posso Pedir

21:18:00 Inominável Ser 0 Comments


Tudo que eu posso pedir
É a natural admiração
De cada um dos teus passos
No asfalto da cidade
Gasta
E esgotada
Imerecedora da riqueza
De teus pés.

Tudo que eu posso pedir
No reinado da tua
Essência em mim
É que me deixe
Como um navegante
Pelos labirínticos
Negros cachos
De teus lindos
Cabelos.

Tudo que eu posso pedir
Assinando meu nome
Em versos próximos
De tudo que se direciona
Ao Verdadeiro Amor
É uma chance
De te dar cada astro
De toda
A Criação.

Tudo que eu posso pedir
Estando tão cansado
E com o corpo inteiro
Fatigado pela diária
Tortura de tudo que
Nas costas carrego
É deitar minha cabeça
Em teu colo.

Tudo que eu posso pedir
Em ritos evocatórios
Da Deusa em ti
É um altar para
Nós dois
Exercermos como
Deuses
O que a Natureza
Determinou a todos
Que se tocam
Muito além
Do corpo.

Tudo que eu posso pedir
É simples,
Minha cara amiga,
Minha doce amante,
Minha mutável rosa,
Simples como
Tudo que nos une
Nestes tempos onde
Romantismo está ficando
Raríssimo.

Tudo que eu posso pedir
Vem d’alma
Minha,
Querida Musa
Que alegra meus
Cinzentos dias nesta
Terra obscura.

Tudo que eu posso pedir
Vem além
D’alma minha,
Consorte Inspiradora
Deste Romance Eterno
Onde me encaixo
Nas estrofes
Não manifestadas.

Tudo que eu posso pedir
É desejar contigo
Unidade.

Tudo que eu posso pedir
É sonhar contigo
Na Eternidade.

Tudo que eu posso pedir
É realizar contigo
Toda Realidade.

Tudo que eu posso pedir:
Apenas o meu modo
De entregar-me a ti.

É tudo

Que eu posso

Assim

Pedir

.

.

.

Inominável Ser
UM ROMÂNTICO
PEDINTE




0 Românticos Aqui Se Revelaram: